Banalidades

A outra metade de um amor que não se mede

Foste difícil desde o primeiro momento. Enquanto o teu irmão facilitou as coisas, mesmo apesar de ser apressado, por outro lado, tu, obstinada e sempre do contra, não estavas preparada para fazer as coisas à maneira dele. Decidiste que não querias nascer e tiveste que ser forçada!
Tens um feitio bem marcado e fazes sempre tudo como e quando queres. Se te contrariamos ficas “jangada” ou “fuíosa”, reclamas, choramingas e não te conformas. 
És uma miúda bonita, e sabes isso, nem que seja por passas a vida a ouvi-lo de quem te rodeia.
Dizem que és igual a mim, e a verdade é que, no que toca à personalidade, às vezes parece que me estou a ver ao espelho! [teimosinha que só visto!]
Quando te abraças a mim e dizes “mamã fofinha”, fazes-me derreter o coração e consegues tudo o que queres!
Parabéns princesa da mamã! E por favor, podes parar de crescer tão depressa?

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.