gerir o teletrabalho em 10 passos
Banalidades

Como gerir com sucesso a fronteira entre teletrabalho e vida familiar em 10 passos⁣

Quase um ano depois de termos sido “empurrados” para o teletrabalho, por cá continuamos. Mas, que desafios nos coloca o teletrabalho?⁣ Claramente, o maior de todos, é a definição de fronteiras. Passar a trabalhar em casa transforma a fronteira da vida familiar. ⁣Neste artigo, falamos sobre como gerir a fronteira entre teletrabalho e vida familiar em 10 passos⁣.


É ponto assente que trabalhar em casa nos faz trabalhar mais horas. Seja pela pressão de querer mostrar que estamos efectivamente a trabalhar, pelo peso na consciência de despachar já determinado tema para que não fique para amanhã, ou qualquer outro motivo que para nós, seja válido. Mas devemos continuar a comportar-nos assim? A resposta é NÃO!⁣

O primeiro passo é definir limites e cumprir um horário. Se paraste para apanhar a roupa da corda porque começou a chover não vais ter que compensar esse tempo. Os 10 minutos que gastaste, gastavas na mesma a beber um café ou a conversar com a colega do lado!⁣

A verdade é que, se bem gerido, o teletrabalho pode trazer-nos um foco e uma capacidade de concentração que superam largamente o que temos a trabalhar num escritório cheio de gente.

Hoje trago-te DEZ dicas para gerir a fronteira entre teletrabalho e vida familiar:⁣

1. Cumpre um horário. Se tiveres que acordar mais cedo para trabalhar antes da casa “acordar”! Vais ver que depois de habituares vais valorizar muito este tempo! ⁣
2. Faz pequenas paragens pelo menos 2X de manhã e 2X à tarde. Espreguiça-te, alonga a coluna, tira os olhos do ecrã. A Marta deixa-nos algumas sugestões de exercícios para alongar a cervical aqui; ⁣
3. Define a hora de almoço e não abras mão dela; ⁣
4. Quando estás a trabalhar, coloca os fones com um chill out e desliga-te! O foco é o teu melhor aliado. Pessoalmente gosto imenso desta playlist; ⁣
5. Faz um bule de chá e define como objectivo bebê-lo ao longo do dia. A hidratação é crucial e tendemos a esquecê-la; ⁣
6. Usa a técnica de pomodoro para organizares o teu tempo; ⁣
7. Não atendas telefonemas que te interrompam numa fase de concentração;⁣
8. Escreve tudo! Garante que nada te falha! Um telefonema a passar uma informação pode facilmente ser esquecido se não o anotares; ⁣
9. Faz sempre listas de tarefas no final do dia de trabalho, para que no dia seguinte comeces por pensar como queres organizar o teu dia; ⁣
10. Por último, quando “fechares o escritório” esquece o trabalho! Foca-te na tua vida familiar e dedica-te a ti e à tua família! ⁣

Podes ver aqui, uma reportagem da TVI em que falámos sobre as nossa rotinas de teletrabalho, tendo em conta que, a esta data, as escolas estavam abertas.

Muito importante em todo este processo, é a nossa capacidade de adaptação. Se numa semana a realidade é uma, na outra a seguir já pode ter mudado e as estratégias que funcionavam deixarem de funcionar. Nesta altura, mais do que nunca, a nossa resiliência está a ser desafiada e é nela que devemos apostar! E se nos sentirmos atrapalhados, nada como procurar ajuda! Seja com leituras online – partilhei aqui um Manual de Sobrevivência para Pais e Filhos, seja com amigos/familiares ou com profissionais especializados. Nenhuma forma de ajuda é melhor do que aquela que decidimos procurar.

Podes ainda recorrer ao meu ebook: “Mães em confinamento – Dicas para sobreviver” e tentar incorporar as sugestões que dou na tua rotina diária,

Conseguir lidar com esta nova forma de trabalhar, nem sempre é fácil. Cabe-nos a nós encontrar o equilíbrio de que precisamos para que tudo funcione o melhor possível. Vamos a isso?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.