Banalidades

Desabafos da crise

Estou cansada…
… De ter a cabeça cansada por andar sempre a fazer contas à vida;
… De só receber no correio contas para pagar;
… De todos os bens de consumo serem cada vez mais caros e o ordenado cada vez mais pequeno;
… Do marido que trabalha por conta própria, andar aflito com pouco trabalho e com as mesmas contas para pagar (precisávamos tanto de mais trabalhinho..);
… De andar a contar os tostões para pôr gasoleo e nem me lembrar da ultima vez que atestei o deposito;
… De praticamente limitar a vidinha a “casa-creche-trabalho-creche-casa” para não gastar mais gasoleo;
… De não ter um jantar romântico com o marido;
… De ter um acerto da conta certa anual do gás completamente de loucos e não saber para que lado me virar para provar que o contador só pode estar avariado porque é impossível a minha casa consumir 2500€ em gás num ano;
… De chegar à conclusão que os Geox do Daniel lhe estão a ficar apertados e não posso comprar uns novos;
… De muito em breve precisar de comprar duas cadeirinhas classe 1 e nem por sombras imaginar com que dinheiro;
… De ter o ferro de engomar a dar os últimos suspiros e pensar se será viável deixar de passar a roupa a ferro;
… De me apetecer mostrar o mundo aos meus filhos, e concluir que se os levar a conhecer Lisboa e a andar de cacilheiro já não é nada mau;
… De ter sempre a cabeça a 1000 mesmo quando devia estar a dormir…
… E de mais coisas, mas agora ficamos por aqui. Já desabafei um bocadinho, vou arrumar o andar de baixo da casa, tirar roupa da maquina e por outra roupa a lavar, preparar jantar, e o almoço de amanhã…

8 Comments

  • Zina

    Como a compreendo, temos passado pelo mesmo e quando penso que à medida que eles crescem a despesa cresce com eles, é de loucos. As mães de gémeos são especiais e tudo se há-de superar.
    Felicidades para vocês.
    🙂

  • Nini

    Todos os dias venho cá visitar o seu cantinho mas não costumo comentar, mas hoje tem de ser… Nem imagina como essa sua realidade é a minha também, passo noite inteiras sem dormir, e sempre que pago a última conta do mês rezo para que nenhum imprevisto aconteça, porque senão não sei como fazer! Mas no fim acredito que amanhã será melhor, e ainda assim aprendemos que há coisas que dinheiro nenhum no mundo paga! Um beijinho grande!

    • sbranco

      ANtes de mais, obrigada por comentar! Sei que a maioria das visitas não comenta, mas eu adoro que o façam! 🙂 Esta nossa realidade será certamente a de um grande numeros de Portugueses, e haverá quem esteja ainda pior. Eu sei disso, a Nini sabe disso… mas os nossos dramas é a nós que custam mesmo sabendo que o vizinho pode estar pior. Temos que ser fortes, agarrar o que temos de bom e fazer o nosso melhor! Algum dia isto tem que mudar, certo? 🙂 Um grande beijinho!

  • Maria da Luz

    oh, compreendo-a tão bem…
    hoje recebi o meu 1º ordenado pós cortes e decidi não receber em duodecimos.
    até fiquei sem ar.
    e estou grávida de um segundo…
    enfim.
    ainda temos muitas, muitas coisas boas que não se pagam.
    essas é que têm que nos dar força.
    e hoje em dia estamos (quase) todos no mesmo barco, por isso, apoiemo-nos, poupemos, arranjemos soluções diferentes e siga para a frente!

    • sbranco

      Sim Maria da Luz! Quando vi o recibo de vencimento de Janeiro desesperei…
      Eu tive logo dois de uma vez só, e queria ter mais, mas num futuro próximo é impossivel. Muita força para si nessa sua gravidez! Estar grávida é uma coisa fantástica e que lhe trará certamente emoções positivas que ajudam a afastar estes maus fluidos de crise! 😉 Beijinho grande e felicidades!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.