Quem quer casar com o meu filho?

Quem quer casar com o meu filho
Não vejo televisão. Aliás minto. Vejo séries e filmes nas gravações da box e maioritariamente na Netflix. Não vejo reality shows. Nunca vi mais do que o 1.º Big Brother, já lá vão uns bons anos, e percebi de imediato que aquilo não era programa para mim. Nunca mais vi nenhum reality show desde então. Recentemente soube da existência de um programa chamado Quem quer casar com o meu filho? e sem sequer ter visto o programa em si, analisando só o título e meia dúzia de parágrafos que li pelas redes sociais achei que.. enfim…não vou abrir já o jogo todo e vou continuar a tecer qualidades no meu rapaz. Aqui vos deixo uma crónica sarcástica à realidade televisiva dos nossos dias.

É certo que o Daniel só tem 6 anos, mas nestas coisas de casar bem os filhos nunca é cedo demais para começarmos a procurar. Hoje em dia os miúdos são cada vez mais precoces e também sabemos que há etnias que casam os filhos na adolescência por isso é melhor tratar da coisa com tempo que isto passa tudo tão depressa que ele não tarda nada chega lá. E por isso hoje sou eu quem pergunta: Quem quer casar com o meu filho?
Ora bem, o Daniel tem 6 anos mas já é um rapaz muito organizadinho e arrumadinho. Nunca deixa um brinquedo fora do sítio e sabe exactamente onde deve arrumar o quê. Dobra o pijama de manhã depois de se vestir e arruma-o na cama, coloca a roupa suja no cesto que tem na casa de banho todos os dias antes do banho, gosta de ajudar nas tarefas domésticas e tem profunda curiosidade pela culinária. E não só pela confecção mas também pelo conhecimento e exploração de ingredientes, coisa que gosta que o deixe fazer comigo. Tem os seus momentos de birra mas estou convicta de que com a idade isso passa. É bom partido portanto e por isso pergunto: Quem quer casar com o meu filho?

“(…) as mães que, por vezes, parecem querer uma cozinheira, uma amante ou outra variante de mulher para o seu filho (…)”

in Eduardo Sá


Diz que quando for grande quer ser Chef, mas isso é de profissão porque em casa obviamente tem que ser macho latino e ter uma mulher que arrume, limpe, cozinhe e providencie tudo o necessário para satisfazer as necessidades de um homem. Mas também, como ele é um miúdo bem educado, respeitador, e muito aplicado nos estudos, certamente dará um bom marido! Tem lá o seu feitio, isso tem, não lida bem com a frustração e é um bocadinho explosivo, tem ataques de raiva quando as coisas não lhe correm de feição e é teimoso que nem uma mula, mas é um menino lindo e muito meigo que terá com toda a certeza muito amor e carinho para dar. Por isso reforço a pergunta: Quem quer casar com o meu filho?

Não estou a pensar inscrevê-lo em programas de televisão porque isso não faz muito o meu género mas porque não hei-de usar esta minha ferramenta de divulgação digital e fazer um apelo sentido a quem desse lado me lê? Vamos lá: Quem quer casar com o meu filho? [as candidaturas são aceites em comentário a este post com detalhe do dote e das qualidades das candidatas].


Por isso hoje abro aqui publicamente a minha busca pela noiva perfeita para apaparicar o meu menino na minha ausência. Quando à Carolina, porque já sei que os leitores se irão questionar porque a deixei de lado, se queremos que as mulheres se emancipem cada mais não vou ser a andar atrás de namorados. Ela que se desenrasque!

Quem quer casar com o meu filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *